libras.com.br

Howard Hughes


Howard Robard Hughes Jr. – bilionário excêntrico, aviador, empresário, produtor de cinema


Howard Hughes
Howard Robard Hughes Jr. Fonte: Wikipedia.


Quando se trata da vida de Howard Robard Hughes Jr., pode ser um desafio separar fato da ficção. Até os detalhes de seu nascimento foram falsificados. Os registros oficiais indicam essa data em 24 de dezembro de 1905 em Houston, Texas. A realidade é que ele nascera dois meses antes na cidade petrolífera de Humble, a 160 quilômetros do Texas. A partir daí, as mentiras são construídas uma sobre a outra.

Ele não era um trigêmeo, nem era o filho ilegítimo da irmã de sua mãe ou um bebê substituto trazido para substituir o que havia morrido. Todas essas histórias fantásticas foram contadas mais tarde por ele mesmo, a fim de desenvolver a aura que cercava seu nome.

A familía

Seu pai, Howard Robard Hughes, fez fortuna como dono da companhia Hughes Tool Company, fabricante de ferramentas para perfuração de poços petrolíferos. Sua mãe, Allene Gano, era uma debutante em Dallas e neta aristocrática de um general confederado. Allene tinha pavor de pequenos animais e tinha uma fobia de insetos, alimentada por uma obsessão pela limpeza.

O jovem Hughes

Hughes, de oito anos, foi enviado para uma escola particular. Ele não causou uma boa impressão, um diretor considerava-o um chato arrogante e esnobe que se recusava a se juntar aos outros garotos, preferindo sentar-se com as garotas.

Seu pai, em uma tentativa de equilibrar a sua moleza, levou-o para uma série de escolas, ignorando os requisitos acadêmicos e fazendo cheques colossais. Howard, extremamente tímido, achou difícil se encaixar nessas escolas, mas foi atraído por duas atividades que ofereciam emoções e glamour sem exigir que ele conversasse: aviação e cinema.

O jovem Hughes também ganhou uma reputação de gênio técnico. Ele montou seu primeiro transmissor de rádio sem fio aos 11 anos de idade. Um ano depois, sua foto apareceu no jornal local, orgulhosamente ao lado da primeira bicicleta motorizada em Houston, que ele montou com peças de motores a vapor.

A surdez

Desde que nasceu, sua mãe o isolava com medo de contrair a pólio, uma grande ameaça para a época, chegando a verificá-lo todos os dias, inclusive tomando cautelas exageradas quanto a sua alimentação. Também o fazia dormir no quarto dela quase todas as noites.

Aos quatro anos, era óbvio que Hughes havia herdado a surdez parcial que acontecia na família. A condição, otosclerose hereditária se tornaria progressivamente pior ao longo da vida de Howard. Quando jovem, fez com que ele se tornasse isolado e introspectivo.

Por levar uma vida isolada, os relatos sobre as causas de sua surdez são raras ou quase inexistentes na literatura. Sua história é retratada no filme O Aviador, de 2004.

A morte dos pais e a fortuna

Sua mãe morreu repentinamente quando ele tinha 16 anos, depois de sofrer complicações de uma gravidez. Seu pai morreu menos de dois anos depois de um ataque cardíaco.

Hughes foi o único herdeiro da Hughes Tool Company. Ele abandonou a faculdade para assumir o controle da empresa, descobrindo rapidamente que não sabia nada sobre o negócio de petróleo. Ele logo contratou um contador autodidata com o nome de Noah Dietrich para assumir os controles. Ao mesmo tempo, Hughes declarou-se legalmente adulto e assumiu o controle total de toda a fortuna da família.

Hughes agora tinha o dinheiro necessário para perseguir suas maiores paixões. Essas paixões não tinham nada a ver com petróleo - em vez disso, giravam em torno da construção, pilotar aviões e fazer filmes em Hollywood. Outra de suas paixões era o golfe.


Hughes Tool Company
1938 - empresa Hughes Tool Company em Houston, Texas. Fonte: Houston Chronicle Files.


As filmagens do filme Hell's Angels

Hughes produziu o famoso filme Hell’s Angels, que conta a história dos pilotos ingleses durante a 1ª guerra mundial.

Para as filmagens, foi contratada uma frota aérea maior do que a de alguns países. Durante as filmagens aéreas, as compulsões obsessivas de Howard o levaram a se fixar em coisas como formações de nuvens. Ele rasgava minutos valiosos de filmagens perfeitamente boas, forçando seus pilotos a refazer a ação até que as nuvens estivessem perfeitas.

A obsessão de Howard pela perfeição fez com que o cronograma de filmagens de Hell's Angels ficasse totalmente fora de controle. Enquanto isso, o público ficou apaixonado pelas mais recentes inovações de Hollywood - filmes com sons. Contra o conselho de todos, Hughes decidiu reescrever o filme e refazer todas as cenas do diálogo, desta vez adicionando som.

Hell's Angels foi um sucesso de bilheteria, retornando o dobro do custo de produção de US$ 4 milhões, o que era uma quantia exorbitante na época.

Aviador

Hughes queria construir o avião de corrida mais rápido do mundo. O resultado de seus esforços foi o H1, que Hughes alcançou um novo recorde mundial de velocidade de 352 milhas por hora em 18 de agosto de 1935.

Em 1938, Hughes pretendia alcançar outro mundo pela primeira vez - o vôo mais rápido do mundo. Em um Lockheed 14 modificado, ele subiu aos céus com uma equipe escolhida a dedo e partiu de Nova York. Dezesseis horas e trinta e oito minutos depois, eles desembarcaram em Paris, depois em Moscou e na Sibéria. Três dias, dezenove horas e quatorze minutos depois de partirem, estavam de volta a Nova York. Hughes foi aclamado como um herói conquistador. Durante três dias, o aventureiro dolorosamente tímido passou por desfiles e recepções em Nova York, Chicago, Washington e Houston.

Em 1940, Hughes mudou-se para a aviação comercial, conquistando uma participação controladora da Trans World Airlines (TWA). Pouco tempo depois, o governo dos EUA entrou em contato. Eles queriam que a Hughes Aircraft fornecesse peças de avião, projéteis de artilharia e barris de canhão para ajudar a fornecer o esforço de guerra na Europa. Dois anos depois, com a América verdadeiramente imersa no conflito, Hughes foi contratado para projetar e construir um barco voador maciço, a fim de superar a ameaça dos submarinos alemães que estavam causando sérios problemas para as embarcações de transporte dos EUA.

Enquanto fazia os testes e o design deste projeto, Hughes sofreu um grave acidente de avião. Ele estava testando uma aeronave anfíbia Sikorsky S-43 em Lake Mead, Nevada. O avião caiu nas águas geladas, matando um inspetor da CAA e um engenheiro que também estava a bordo. Hughes conseguiu sobreviver, mas recebeu um grande corte no topo da cabeça.


Howard Hughes avião
Howard Hughes. Fonte: Biblioteca do Congresso, Washington, DC.


O acidente no XF-11

Em 7 de julho de 1946, Hughes levou o XF-11 para seu primeiro voo de teste - sobre a bacia de Los Angeles. Nos primeiros 45 minutos, o avião funcionou perfeitamente. De repente, um mau funcionamento da hélice fez com que o avião caissse no chão. Desesperadamente lutando com os controles, Hughes esperava aterrissar no clube de campo de Los Angeles. Em vez disso, mergulhou no telhado de uma casa próxima.

Ele foi retirado dos destroços, que pegou fogo e levado às pressas para o hospital. Ele sofreu traumatismo craniano grave e várias queimaduras, além de fraturas no pescoço. Esses ferimentos causariam sofrimento pelo resto da sua vida.


Howard Hughes avião XF-11
XF-11: o avião protótipo que quase matou Howard Hughes. Fonte: Nationalinterest.org


Doença mental e retirada da sociedade

Foi nessa época que Hughes começou a exibir padrões de comportamento que pareciam estranhos. Lavar as mãos compulsivamente para evitar germes, verificar e verificar novamente seu trabalho, sempre buscando simetria e constantemente tentando aperfeiçoar as coisas - todos os sinais clássicos de TOC (Transtorno obsessivo-compulsivo).

Nos últimos anos, à medida que a surdez e a instabilidade emocional pioraram, e a medicação aumentou, ele abandonou a vida pública. Fechou-se em uma sucessão de suítes de hotéis, distraindo-se assistindo os mesmos filmes, repetidamente.

Os sintomas de seu transtorno obsessivo-compulsivo não diagnosticado já eram muito aparentes. Ele se recusava a apertar as mãos ou tocar nas maçanetas das portas. Chegou ao ponto de elaborar procedimentos de higiene complexos para seus funcionários, obrigando-os a lavar as mãos várias vezes no dia, usar luvas e guardanapos de papel ao lhe servir alimentos. Ele se enfurecia violentamente quando as coisas não estavam exatamente como ele havia ordenado. Curioso que ele próprio passou a não cuidar de si, deixando até mesmo de tomar banho, escovar os dentes, cortar unhas e cabelos no final de sua vida.

As últimas horas

As últimas horas de Hughes foram passadas no ar, ele estava viajando para Houston para receber tratamento médico. Seu corpo emagrecido finalmente deu seu último suspiro em 5 de abril de 1976. O mundo ficou chocado quando a autópsia revelou a terrível condição de seu corpo - o resultado de TOC não diagnosticado, vários ferimentos graves na cabeça e 30 anos de negligência autoimposta.

O filme "O Aviador"

Épico dirigido por Martin Scorsese, "O Aviador" cobre duas décadas da vida do magnata Howard Hughes, desde os finais dos anos 20 até aos anos 40, uma época em que Hughes era produtor em Hollywood, desenhava e criava aviões. Além de seus feitos, seus romances também aparecem no filme. Principalmente seu envolvimento com a atriz de Hollywood Katharine Hepburn (vivida por Cate Blanchet).

Todo o perfeccionismo de Scorsese ao dirigir O Aviador foi reconhecido pela crítica. O longa foi indicado em 11 categorias do Oscar, das quais ganhou cinco: Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Edição, Melhor Fotografia, Melhor Direção de Arte e Melhor Figurino. Apesar de uma atuação muito elogiada, não foi com este papel que Leonardo DiCaprio ganhou seu primeiro Oscar.


Leonardo Di Caprio O Aviador
Leonardo de Caprio interpreta Howard Hughes no filme "O Aviador", de 2004.


Frases de Howard Hughes


Não me diga que não posso fazer; não me diga que não dá para ser feito.

Howard Hughes

Referências:

BIOGRAPHICS.ORG. The Madness & Brilliance of Howard Hughes. Disponível em: <https://biographics.org/madness-brilliance-howard-hughes-biographics/>. Acesso em: 04 Dez. 2019

ASSOCIAÇÃO PAULISTA PARA O DESENVOLVIMENTO DA MEDICINA. O Aviador aborda transtornos em um homem visionário. Disponível em: <https://www.spdm.org.br/imprensa/dica-cultural/item/2479-o-aviador-aborda-transtornos-em-um-homem-visionario>. Acesso em: 04 Dez. 2019

NICHOLAS BARBER. Was this billionaire recluse truly mad?. Disponível em: <http://www.bbc.com/culture/story/20161205-was-howard-hughes-really-insane>. Acesso em: 04 Dez. 2019.

Informações do Artigo:

Publicado: 01/06/18 | Atualizado: 19/03/20 | Acessos: 4046

ALMIRC_RD

Autor:
ALMIR CRISTIANO

© Todos os direitos reservados. Para a reprodução de trechos de texto e/ou imagens é necessário citar o nome do autor, a página https://www.libras.com.br/surdos-famosos-howard-hughes e a data de acesso.

Fale Conosco