Os Cinco Parâmetros da Libras

Os Cinco parâmetros da Libras

As línguas que as comunidades surdas do mundo desenvolveram, passam por processos de denominação um pouco diferentes, embora comparáveis em alguns pontos aos das outras línguas orais.

Quando falamos sobre os articuladores da linguagem de sinais, certamente podemos pensar em mãos. Mas na realidade, são usados como articuladores, além de mãos, outras partes do corpo, como a cabeça, face e tronco.

Nesse artigo, vamos nos concentrar nos cinco parâmetros formativos das Libras, sendo eles, componentes manuais do sinal e também não manuais. Confira!

1 - A configuração da mão:

A configuração adotada pela mão, tem como resultado a posição dos dedos. Embora seja verdade que cada idioma tem seu próprio repertório de configurações, existem algumas que são as mais comuns porque são as mais simples.

2 - Ponto ou local de articulação

Este parâmetro indica onde o sinal pode ser tocado no corpo ou no espaço sígnico, que é o espaço encontrado em frente do assinante. Ele é delimitado pela extensão máxima dos braços e ocorre acima da cabeça ou para frente. Deve-se dizer que no discurso normal as extremidades são articuladas em um espaço mais limitado que a extensão máxima que mencionamos e que, portanto, o tamanho do sinal pode ser comparado à intensidade da voz.

3 - Orientação/direcionalidade:

É o plano em direção ao qual a palma da mão é orientada. Alguns sinais têm a mesma configuração, o mesmo ponto de articulação e o mesmo movimento, e diferem apenas na orientação da mão. É importante perceber como a modificação de um único parâmetro pode alterar completamente o significado do sinal.

4 - O movimento:

Os sinais geralmente não são estáticos em um local, mas, ao contrário, contêm algum movimento. Dessa forma, podemos entender que o parâmetro de movimento refere-se ao modo como as mãos se movimentam (movimento linear, em movimento da forma de sete arqueada, circular, simultânea ou alternada com ambas as mãos, etc.) e para onde estão movimentando (para a frente, em direção a direita, esquerda, etc.).

5 - Expressão facial e/ou corporal

Também chamados de componentes não manuais: as expressões faciais e corporais, vocalizações parciais de palavras ou padrões labiais e movimentos dos olhos, cabeça e corpo. Eles têm um papel importante na produção de sinais, para que possam assumir que o sinal adquire um significado ou outro.

Esse último parâmetro não manual, é aquele no qual incluímos todas as marcas necessárias para articular o sinal e que não fazem parte dos componentes manuais. Devemos ter em mente que essa diferença é necessária quando queremos especificar a palavra a que nos referimos na linguagem oral. Na língua de sinais, o sinal é o mesmo e o padrão dos lábios desaparece.

Componente oral

São os gestos feitos com a boca e bochechas que fazem parte da descrição fonológica do sinal.

Componente falado

É o gesto labial relacionado à palavra oral correspondente ao sinal. Muitas vezes distingue homônimos manuais, isto é, sinais que em seus componentes manuais são idênticos.

Posição da sobrancelha e da testa

As sobrancelhas podem ser franzidas ou levantadas, além da posição neutra.

Outros aspectos importantes da expressão facial e/ou corporal:

    • Direção do olhar
      Posição do corpo
      Posição e/ou movimento da cabeça
      Expressão facial global
  • Todos esses parâmetros desempenham uma função distintiva, isto é, a mudança de apenas um dos parâmetros, mantendo os outros iguais, podendo dar origem a um sinal totalmente diferente.

    É por isso que é extremamente importante que você observe cuidadosamente os sinais que aprenderá ao longo do contato com a Libras, observando cada um dos seus parâmetros e reproduzindo-os corretamente.